top of page

5 tipos de revestimento para as paredes


Fonte: projeto autoral M2 Arquitetura


Os revestimentos de parede são ótimas opções para repaginar as paredes da casa, deixando-as estilosas e decoradas. Hoje em dia existem tantas alternativas que as vezes fica difícil escolher. Porém, você pode escolher mais de um tipo e fazer uma composição com as diferentes texturas, deixando a decoração contemporânea e sofisticada.

Nós selecionamos 5 tipos de revestimentos para a parede para ajudar na sua escolha! Veja agora nossas dicas.

1. Papel de parede

Vamos começar do começo: sem dúvida uma opção extremamente popular para a decoração das paredes, seja da casa, loja, restaurantes, clínicas e tantos outros estabelecimentos. Sua versatilidade é atrativa porque possibilita redecorar e mudar completamente a aparência de um espaço sem precisar de quebradeira e reformas longas.

Eles são encontrados no mercado com diversas estampas e cores, desde os tradicionais arabescos e listrados, papéis que imitam texturas de materiais (tais como tijolos, pedras, cimento queimado e madeira), até os papéis de parede digitais, com estampas totalmente personalizadas.

Existem os papéis de parede autoadesivos, que geralmente são mais baratos e mais fáceis de aplicar, e as opções que precisam de uma cola específica, e geralmente dependem de mão de obra especializada para a aplicação. Em geral, a qualidade, textura e durabilidade dos segundos são melhores do que dos primeiros. Já os autoadesivos são uma ótima alternativa para os espaços alugados, quando não se tem pretensão de ficar por muito tempo no local.

Ambas as categorias podem ser utilizadas em diversos ambientes. A dica é tomar cuidado com as especificações do fabricante. A maioria dos papéis não é indicada para áreas molhadas, tais como banheiros e cozinhas, mas também existem opções laváveis que podem ser usadas nesses locais.

Fonte: projeto autoral M2 Arquitetura

2. Pedras naturais

As pedras naturais, ou rochas, como é o termo técnico correto trabalhado no mercado de pedreiras e marmorarias, são opções também muito versáteis e elegantes, além da vantagem de terem uma longa durabilidade. Porém, com um custo e mão de obra de instalação mais elevados.

Elas podem ser aplicadas nas áreas externas, em fachadas, muros, cascatas para piscinas, muros de arrimo ou contenção do solo. Já nas áreas internas elas são mais comumente utilizadas em pisos e bancadas, mas também podem revestir paredes em cozinhas, banheiros, salas, cabeceiras de quartos e, se for o caso, lareiras e adegas.

As pedras podem ter um acabamento rústico, mais utilizados nas áreas externas, como é o caso de seixos rolados, pedras filetadas (geralmente Canjiquinha, São Tomé), ou mesmo placas de granito levigado para fachadas de edifícios e lojas. O acabamento polido é dado em mármores e granitos para revestir as paredes internas.

Fonte: Unsplash. Foto: Sonnie Hiles

3. Porcelanatos

Os porcelanatos são, provavelmente, os revestimentos mais utilizados hoje em dia. Eles estão aí para revestir pisos e paredes externos e internos, piscinas, escadas e até mesmo podem ser esculpidos para bancadas e cubas. Eles ganham atualizações anuais e, no Brasil, têm seus lançamentos apresentados na feira Exporevestir, que acontece em São Paulo, geralmente em março ou abril.

Os porcelanatos conseguem exprimir diferentes texturas, reproduzindo características de pedras naturais e madeiras. A impressão digital dos porcelanatos faz com que eles possam receber estampas diferenciadas, coloridas, geométricas, retrô, rústicas ou modernas. Podem ser utilizados para criar paredes de destaque na decoração ou para revestir ambientes inteiros, com a vantagem de terem alta durabilidade e serem fáceis de limpar, exigindo pouca manutenção.