SUSTENTABILIDADE - MDF, OSB, MDP, ou HDF : Qual escolher?

A madeira é amplamente usada na Arquitetura: seja como estrutura, detalhes construtivos, esquadrias ou mobiliário. Não é novidade que com o passar dos anos a sua extração indevida e a falta de fiscalização e regulamentação correta desta atividade trouxe uma série de prejuízos ambientais.

Dessa forma, começaram a surgir alternativas para seu uso procurando reduzir este impacto. Seja pelo uso de madeira certificada ou de reflorestamento, por materiais que reaproveitam parte de madeira (em lascas ou partículas) - como o MDF, OSB ou a madeira plástica, ou seja pela sua substituição por outros materiais da construção que tem o objetivo de imitar o aspecto amadeirado (porcelanatos, piso laminado, etc).

Neste post vamos focar no uso da madeira para o mobiliário, mais especificamente no MDF e em alternativas que também são consideradas sustentáveis para este material, que se tornou a principal matéria prima para a construção de móveis planejados.

Você sabe do que é feito o MDF? Além do MDF, similarmente ainda temos o MDP, HDF e o OSB. A seguir a gente explica um pouco melhor cada um e algumas vantagens e desvantagens.

Alternativas para a madeira maciça

Imagem: Casa Abril

O que é o MDF?

MDF é uma sigla para Medium Density Fiberboard (Painel de Fibras de Média Densidade).Como falamos acima, o MDF é hoje o material mais usado para móveis planejados. Ele é composto, como o próprio nome fala, por fibras de madeira natural que são prensadas e ligadas por resinas sintéticas através de pressão e calor.

Uma observação interessante é que as resinas de hoje estão mais limpas e seguras, o que aprimora o material do ponto de vista ecológico. As chapas de MDF tem um aspecto uniforme e liso e geralmente são encontradas nas dimensões: 2,75 x 1,83m e espessura entre 3 e 30mm. O MDF é um material mais maleável e por isso, permite acabamentos curvos e maior criatividade no design.

O que é o MDP?

MDP é uma sigla para Medium Density Particleboard (Painel de Partículas de Média Densidade). Assim como o MDF, o MDP também é um painel de madeira industrializado, porém as partículas de madeira usadas no MDP são menores que as fibras do MDF.

Elas são dispostas na chapa em três camadas, de forma que as partículas mais finas ficam agrupadas nas camadas mais externas e as mais grossas na parte mais interna. Associadas com a resina e por meio de pressão e calor, estas partículas são aglutinadas e formam o painel que geralmente é encontrado nas medidas de 2,75x1,84m com espessuras entre 9 e 28mm.

O MDP já apresenta uma alta resistência ao empenamento e é um material mais duro, portanto é mais adequado para projetos com linhas retas. Costuma ser muito usado em portas, prateleiras, divisórias ou tampos retos.

Diferenças entre MDF e MDP

Imagem: Construindo Decor

O que é o HDF?

HDP é uma sigla que significa High Density fiberboard (Painel de Fibras de Alta densidade). A diferença entre o processo de produção do MDF para o HDF é a maior pressão aplicada durante a fabricação - levando à chapas lisas, com alta densidade, pequena espessura e sem poros, sendo altamente resistentes à umidade e pragas.

As chapas tem dimensões de 2,75x1,85m com espessuras entre 2,5 e 6mm. Já não vemos tanto o uso do HDF em projetos de arquitetura de interiores quando comparado aos outros citados aqui, é um material mais usado na fabricação de artesanato e brinquedos, mas também pode ser usado como divisórias ou na lateral e no fundo de móveis.

Painéis de HDF

Imagem: Woodzon

O que é OSB?

OSB é uma sigla que significa Oriented Strand Board(Painel de Tiras de Madeira Orientada). O OSB é um dos materiais que nós mais gostamos de aplicar em nossos projetos. As chapas de OSB são feitas de tiras de madeira de reflorestamento dispostas na mesma direção e unidas por uma resina aplicada sob alta pressão e temperatura.

As dimensões das placas são geralmente de 2,20 x 1,10m e 2,44 x 1,22m, e as espessuras variam entre 6 e 30 mm. O OSB é nosso "queridinho" porque é um material muito versátil: pode ser usado para mobiliário, luminárias, divisórias, forro...são muitas possibilidades!

Produção do OSB

Imagem: Hometeka

Qual é o melhor material para usar?

Algumas dicas são importantes na hora de você definir qual material vai usar. É claro que algumas questões são básicas na hora de definir qual será sua opção como o preço, a disponibilidade na sua região, ou a finalidade do projeto, mas achamos importante chamar a atenção para as dicas a seguir.

Entenda a função do material

Para um mesmo material você tem diferentes espessuras de painéis, isso não é aleatório! Muita atenção na hora de escolher qual painel irá usar para qual função! Procure orientação do profissional que está te acompanhando (arquiteto, engenheiro, marceneiro...), a espessura pode estar associada com a densidade, resistência ou uma série de outras propriedades que vão ser determinantes no projeto.

Escolha o tipo de acabamento que deseja

Uma outra característica desses materiais importante de se observar é o tipo de acabamento que cada um permite. Por exemplo: o MDP apresenta uma alta absorção de tintas no acabamento final, coisa que não acontece com o MDF.

Dessa forma, se você for trabalhar com laca, o acabamento em MDF ficará mais homogêneo do que em MDP. Os acabamentos mais comuns que essas chapas recebem são os laminados, pintura simples ou laqueada e as impressões. Vale destacar aqui que o OSB geralmente não recebe nenhum acabamento, no máximo um verniz ou uma resina- também nem precisa, não é? Ele já é lindo!

Avalie o contato do material com a umidade

Assim como a madeira maciça, os painéis industrializados não podem estar em contato direto com a água, mesmo os mais resistentes como o HDF. Portanto, cuidado! Vai fazer um armário de cozinha ou banheiro? Não se esqueça de suspendê-lo do chão.

Você pode fazer isso utilizando um sóculo, que é um recuo do móvel, geralmente feito em granito, mármore ou porcelanato, nos casos de banheiros e cozinhas. Já nos armários em áreas como varandas cobertas, você pode utilizar móveis que sejam suspensos e suportados pela laje, ou mesmo pela parede. Entretanto, nesses casos é válido conferir com seu marceneiro e arquiteto(a) se o peso do móvel pode ser suportado por essas estruturas.

Conheça o custo benefício de cada material

As placas de OSB são as que apresentam o preço mais competitivo quando comparado às outras opções. Entre as outras três, geralmente o MDF é o painel mais caro, seguido do HDF e MDP (quando comparamos a mesma espessura).

Para finalizar, estes painéis industrializados são produzidos com madeiras de cultivo florestal sustentável e por isso, são ecologicamente corretos. Durante o processo de produção das peças de madeira maciça, o material não consegue ser 100% aproveitado e então, muita madeira é perdida.

Já para estes painéis, como são usadas partículas e fibras de madeira (muitas vezes até reaproveitadas destas sobras), a madeira é totalmente aproveitada nestas chapas, fazendo delas opções sustentáveis, e isso a gente adora!

E então?Gostou do post de hoje? Veja agora um projeto que desenvolvemos para um quarto de menina onde usamos um painel e alguns móveis desenvolvidos em OSB.

Quarto de menina

Imagem:: M2 Arquitetura Interiores & Sustentabilidade

#sustentabilidade #construçãosustentável #arquiteturasustentável #arquiteturadeinteriores #mdf #osb #mdp #madeira

M2 Arquitetura Interiores & Sustentabilidade | (31) 99800-0372 | (31) 99266-1513  ola@m2arquiteturaeinteriores.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle