05 tipos de esquadrias na Arquitetura


Durante a construção de qualquer edificação, certamente em algum momento você se depara com a escolha das esquadrias (portas e janelas). Nesta hora, o profissional que está acompanhando sua obra e projeto irá passar as orientações para que decisões sejam tomadas nesta fase.

No post de hoje vamos falar sobre os cinco tipos de esquadrias mais usados, suas vantagens e desvantagens, além de mostrar algumas referências para você se orientar sobre elas. Dessa forma, você já pode começar a se inspirar e sonhar com sua construção, tendo mais consciência sobre os materiais que serão utilizados.

01. Esquadrias de madeira

As esquadrias de madeira podem ser confeccionadas em quase todos os tipos de abertura e são produzidas em diferentes tipos de madeira. A opção pela madeira varia conforme o uso da esquadria, a disponibilidade da região e o preço.

Quando se trata de modelos feitos sob medida para a obra, é aconselhável que para a sua produção seja contratada uma mão de obra qualificada. Porém, também é possível encontrar várias opões de modelos prontos e modulares em lojas especializadas e madeireiras.

No geral, são esquadrias de fácil manuseio e grande valor estético. Mas, uma das grandes desvantagens para as portas e janelas de madeira é a necessidade de uma manutenção regular porque as peças estão sujeitas às alterações climáticas, como chuva e umidade.

Algumas madeiras comuns de serem usadas para a fabricação de esquadrias:

- O ipê, peroba ou Teca são madeiras mais resistentes e com aspecto rústico;

- A sucupira e o mogno são madeiras de tonalidade escura, mas devem ser usadas em interiores por não apresentarem resistência às intempéries;

- O pinho e a tauari são madeiras em um tom mais claro e financeiramente mais acessíveis.

Imagem: Esquadrias de madeira

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de madeira

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de madeira

Fonte: Habitissimo

02. Esquadrias de alumínio

As esquadrias de alumínio apresentam como principal vantagem a sua alta durabilidade, em casos de construções em locais próximos ao mar, possuem resistência a corrosão. São vários tipos de opções de acabamento e cor. Você pode optar por esquadrias de alumínio pintadas (encontradas principalmente na cor branca) ou na cor natural, com tratamento anodizado ou pintura eletrostática e a partir destes acabamentos, existem várias opções de cor.

De uma forma bem prática e rápida, a diferença entre anodização e a pintura eletrostática é que a primeira é um processo químico feito em banhos a base de ácidos e uso de corrente elétrica, esse processo forma uma proteção de óxido de alumínio transparente, isolante elétrica e resistente. Essa camada se integra ao alumínio e torna-se permanente, ao contrário da pintura simples que é apenas um depósito externo. Para a pintura eletrostática a pó, a tinta é aplicada sobre o alumínio - de forma automática ou manual - através de equipamentos eletrostáticos. Na ponta de uma pistola eletrostática é criado um campo eletrostático que gera íons negativos, o perfil de alumínio atua como pólo positivo porque este campo gerado induz na peça a criação de íons positivos. Com este processo, a tinta a pó adere ao perfil de alumínio.

Outra vantagem deste tipo de esquadria é a estanqueidade - boa vedação que impede a passagem de água. Vale lembrar que esta qualidade acontece para esquadrias de bons fornecedores e instaladas de forma correta e adequada. De uma forma geral, as esquadrias não apresentam um bom isolamento acústico. Porém, existem modelos de janelas termoacústicas que recebem um tratamento específico: a esquadria é preenchida com material isolante (lã de vidro, lã de rocha e materiais do tipo), vedadas com borrachas especiais e são usados vidros em camadas específicas.

Como o caso das esquadrias de madeira, podem ser confeccionadas sob medida ou encontradas em lojas especializadas.

Imagem: Esquadrias de alumínio

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de alumínio

Fonte: Contramarco esquadrias

Imagem: Esquadrias de alumínio

Fonte: BC Esquadrias

03. Esquadrias de ferro

Este tipo de esquadria é mais tradicional, já que o ferro é um dos materiais mais antigos usados na construção. Uma das maiores vantagens é que elas são duráveis e suportam o impacto do vento porém, não são resistentes às variações climáticas (como a maresia) o que pode fazer com que o material enferruje. Como são peças muito pesadas, a sua instalação exige mais trabalho. É a opção mais barata no mercado.

Imagem: Esquadrias de ferro

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de ferro

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de ferro

Fonte: Imagem via Pinterest

04. Esquadrias de PVC

As esquadrias de PVC são mais recentes no mercado quando comparadas as outras opções aqui citadas.

Segundo seus fornecedores, apresentam alta durabilidade e resistência e também, oferecem isolamento acústico e térmico. Seu custo é mais elevado quando comparado às outras opções mas, apresenta menor necessidade de manutenção. Outra vantagem é a facilidade de limpeza e o fato de o PVC ser um material reciclável.

Uma observação importante é que as esquadrias em PVC de má qualidade tendem a ressecar e amarelar, já que é um material mais sensível ao sol.

Imagem: Esquadrias de PVC

Fonte: Revista Habitare

Imagem: Esquadrias de PVC

Fonte: Revista Habitare

Imagem: Esquadrias de PVC

Fonte: Revista Habitare

05. Esquadrias de vidro

São compostas apenas pelo vidro - geralmente temperado - e pequenos perfis tipo cantoneiras, na maioria das vezes em alumínio, nas laterais. A grande vantagem é a permeabilidade visual, já que são grandes "panos de vidro". Porém, elas são mais restritas quanto ao tipo de abertura.

Um ponto crucial é considerar as principais características que o vidro deve ter para cada tipo de projeto / edificação. Fatores como o isolamento termoacústico, a resistência a solicitações de vento e cargas acidentais e até a permeabilidade visual, apontada como vantagem acima. Existem diferentes tipos de vidros com variados comportamentos na construção civil, e isso deve ser considerado ao optar por este tipo de esquadria.

Imagem: Esquadrias de vidro

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de vidro

Fonte: Imagem via Pinterest

Imagem: Esquadrias de vidro

Fonte: Imagem via Pinterest

Escolhendo a melhor opção

É válido reafirmar a importância da escolha de mão de obra / fornecedores qualificados para que, tanto a produção, quanto a instalação das suas esquadrias tenha a qualidade garantida. Procure por indicações, conheça o produto de seu fornecedor antes de fechar a proposta - muitos deles apresentam a opção de "show room" em suas lojas. Procure se informar se ele atende as normas técnicas exigidas (por exemplo, a NBR 15.575 - Norma de Desempenho).

E claro, o acompanhamento do profissional responsável por sua obra será imprescindível neste momento. Ele irá te passar as orientações e indicações e assim, com todas essas informações, o melhor sistema para sua obra poderá ser definido.

Nesse post você pode conhecer um pouco mais sobre os 5 tipos de esquadrias mais utilizados na arquitetura. Você gostou desse conteúdo? Deixe suas sugestões e dúvidas nos comentários!

#arquitetura #construçãocivil #esquadrias #madeira #ferro #alumínio #PVC #vidro #arquiteturaeconstrução

M2 Arquitetura Interiores & Sustentabilidade | (31) 99800-0372 | (31) 99266-1513  ola@m2arquiteturaeinteriores.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle