Como a arquitetura pode te ajudar a aumentar o reconhecimento de sua marca


O processo de abertura de um negócio envolve análises e estudos, tanto no âmbito financeiro, quanto conceitual. Definição do tipo de negócio, formatação do produto a ser vendido, qual será o público-alvo, nome da marca, missão e valores da empresa, escolha de um lugar como sede, processo criativo de definição de uma logomarca, cores que vão representar seu negócio e mais uma série de definições.

Todas estas etapas são conhecidas de qualquer pessoa que esteja passando pela fase de abertura de um negócio. Neste post vamos te dar uma dica essencial para a valorização de sua marca, que muitas vezes passa despercebida ou não é colocada como prioridade: o lugar escolhido para seu negócio deve ser uma vitrine para sua marca!

A loja da Bulgari em Kuala Lampur é um lindo exemplo de posicionamento de marca a partir da arquitetura.

Bulgari Kuala Lumpur. Projeto por: MVRDV

Imagem: Archdaily

Bulgari Kuala Lumpur. Projeto por: MVRDV

Imagem: Archdaily

Consolidação e posicionamento da marca

A arquitetura comercial / corporativa é o ramo que trabalha com lojas, bares, restaurantes e empresas, de uma forma geral. Não é novidade que o mercado está cada dia mais exigente e competitivo e as empresas precisam ser criativas para conseguirem seu espaço. O posicionamento de uma marca é essencial para a conquista deste território onde os clientes estão cada dia mais exigentes.

Sua empresa pode ser desde um escritório de advocacia até uma loja de roupas para jovens, cada marca tem sua peculiaridade e é função da arquitetura captar quais são os principais pontos que representam sua empresa e suas necessidades para o funcionamento do dia-a-dia.

O arquiteto antes de dar início ao desenvolvimento do projeto, precisa conhecer a fundo seu negócio.

- Qual o seu público-alvo?

- Qual o produto será vendido?

- Qual imagem a empresa gostaria de passar para as pessoas?

- Quem são os seus principais concorrentes?

Desta forma, o projeto comercial faz com que sua marca deixe de ser apenas mais um modelo de negócio e se torne uma experiência para seus clientes. Veja os dois exemplos abaixo.

The Candy Room, Australia

Imagem via Pinterest

The Candy Room, Australia

Imagem via Pinterest

Livraria Zhongshu. Projeto por: Wutopia Lab

Imagem: Archdaily

Livraria Zhongshu. Projeto por: Wutopia Lab

Imagem: Archdaily

Livraria Zhongshu. Projeto por: Wutopia Lab

Imagem: Archdaily

Livraria Zhongshu. Projeto por: Wutopia Lab

Imagem: Archdaily

Layout x produtividade

Não podemos deixar de comentar sobre a relação entre um bom layout (disposição de mobiliário e circulações / fluxos dentro do espaço) e a produtividade no ambiente de trabalho. O projeto de arquitetura também definirá qual a melhor organização daquele espaço de acordo com as necessidades do seu negócio e como é o cotidiano de sua empresa.

Imagine a seguinte situação: uma loja de sapatos em um dia de grande movimento. Uma má definição de fluxos e disposição de mobiliário pode fazer com que "nos bastidores" da loja, os funcionários se choquem constantemente ao acessar o estoque, carregando diversas caixas de sapato. Além disso, o espaço entre o caixa e o balcão de atendimento não é o suficiente para que os funcionários responsáveis pelo recebimento de pagamentos trabalhem juntos com aqueles do setor de embrulho de produtos. Um mal dimensionamento de circulações faz com que seus clientes não tenham espaço para percorrer os corredores analisando os produtos expostos nas prateleiras, ao mesmo tempo que outros estão sentados experimentando os calçados.

O dimensionamento correto das circulações, análise dos fluxos de acordo com o modelo do seu negócio e dimensionamento / posicionamento do mobiliário são capazes de aumentar a produtividade da sua empresa.

O poder da iluminação

A arquitetura tem diversas estratégias que permitem criar um espaço onde seu produto esteja destacado, exibido de forma integrada ao espaço e com uma maior valorização de ângulos.

A iluminação é uma das maiores aliadas neste momento, seja pela iluminação de vitrines ou até mesmo de fachadas inteiras, ela consegue através de um jogo de luz e sombra destacar desde seu edifício em meio a uma rua movimentada ou sua vitrine em um shopping center, por exemplo.

Na imagem a seguir, temos a loja da Louis Vuitton em Tóquio, Japão. Sua iluminação valoriza ainda mais sua arquitetura.

Imagem: Luis Vuitton, Tóquio / Japão. Projeto por Jun Aoki & Associates.

Fotografia: Daici Ano

Além de espaços comerciais, nos ambientes corporativos de uma forma geral, ou em bares e restaurantes, onde nem sempre seu produto ficará exposto em uma vitrine, uma iluminação adequada pode criar ambientes conforme o propósito que você deseja. Quer um ambiente mais intimista, para as pessoas conversarem com calma em um café? Uma sala de trabalho bem iluminada para funcionários que ficam no serviço até altas horas da noite? Ou uma iluminação que deixe as pessoas mais "animadas" para sua rede de fast-food, onde elas possam consumir seu produto de forma rápida e ceder lugar para os próximos clientes? Um bom projeto de iluminação é capaz de tudo isso.

Projeto de café - iluminação intimista

Imagem via Pinterest

Projeto de café - iluminação intimista

Imagem via Pinterest

Conforto para os clientes

É claro que o conforto dos clientes deve ser uma das principais preocupações de qualquer marca. A partir do momento que este cliente entra dentro do seu estabelecimento, o espaço deve conter todos os artifícios para que ele se sinta bem e confiante em adquirir seu produto. Ambientes inspiradores, que são um conjunto de experiências agradáveis - desde uma boa iluminação, música ambiente condizente com a marca, espaço acolhedor, bem resolvido e funcionando bem.

Self+. Projeto por Kube Arquitetura

Fotografia: João Magnus

Self+. Projeto por Kube Arquitetura

Fotografia: João Magnus

Self+. Projeto por Kube Arquitetura

Fotografia: João Magnus

Não importa a escala

Uma última observação é que o projeto de arquitetura comercial é importante independente da escala de sua marca ou espaço. Ambientes menores também apresentam demandas de soluções de layout (muitas vezes, ainda mais desafiadoras que os outros casos) e são capazes de refletir sua marca, mesmo que seu imóvel "seja apenas uma porta". Aqui vão algumas referências de espaços de diferentes tamanhos, que impõem pela sua arquitetura.

Imagem via Pinterest

Imagem via Pinterest

Imagem via Pinterest

Imagem via Pinterest

Imagem via Pinterest

Imagem via Pinterest

E aí, gostou deste post? Nós da M2 trabalhamos com arquitetura criativa e personalizada para cada situação do cliente. Não deixe de conferir nossos projetos comerciais.

Quer saber mais sobre arquitetura criativa? Leia também nosso post sobre os espaços de coworking!

#arquiteturacomercial #arquitetura #arquiteturacriativa #valorizaçãodamarca #consolidaçãodamarca #arquiteturacorporativa

M2 Arquitetura Interiores & Sustentabilidade | (31) 99800-0372 | (31) 99266-1513  ola@m2arquiteturaeinteriores.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle